Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12358
Tipo do documento: Dissertação
Título: Aprendizagem social organizacional e sustentabilidade: a experiência de um programa empresarial de mulheres empreendedoras
Autor: Amaral, Diego Gama
Primeiro orientador: Brunstein, Janette
Primeiro membro da banca: Ferreira, Jorge Flavio
Segundo membro da banca: Jacobi, Pedro Roberto
Resumo: Este trabalho teve como objetivo analisar o processo de aprendizagem organizacional sob a lente social em uma rede de empreendimentos, relacionando-o com os pressupostos da aprendizagem social para sustentabilidade (ASpS). O propósito foi articular a teoria da aprendizagem social nessas duas óticas, uma mais ampla, a sustentabilidade, e outra mais restrita, o ambiente organizacional, a partir de um projeto de desenvolvimento social. O referencial teórico desta pesquisa respaldou-se nos estudos voltados à ASpS e nas discussões sobre a dimensão social da sustentabilidade. No que tange ao contexto organizacional, resgatou-se o conceito da aprendizagem social nas organizações, buscando relacioná-lo aos elementos críticos da ASpS, assim como às barreiras da aprendizagem organizacional. Para tanto, optou-se pela escolha de um projeto construído e mantido por meio de interações sociais entre diferentes atores que vivenciaram desafios e, portanto, precisaram dialogar e colaborar entre si para alcançar os mesmos objetivos. Desta forma, foi conduzido um estudo de caso em uma rede de empreendimentos populares pertencente ao Programa Mulher Empreendedora do Instituto Consulado da Mulher (ICM). Trata-se da principal ação social da marca Consul, que está ancorada nos projetos de sustentabilidade da empresa. A observação não participante foi a principal técnica de construção de dados, complementada por análises documentais e entrevistas semiestruturadas. Em se tratando da análise de dados qualitativos, utilizou-se os procedimentos interpretativos inspirados em Flores (1994). Os resultados descreveram semelhanças entre os fatores que promovem a aprendizagem social, tanto na perspectiva da sustentabilidade, quanto na organizacional. Os elementos críticos observados nos estudos de sustentabilidade (reflexão e pensamento crítico; participação e engajamento; negociação e colaboração; pensamento sistêmico; e comunicação) foram ratificados nas interações das redes de empreendimentos, à luz da aprendizagem social nas organizações. Os questionamentos e os diálogos entre as empreendedoras, aliado ao comprometimento com os negócios, assumiram papeis importantes para aprendizagem na medida em que problemas e soluções eram discutidos com transparência e de forma democrática. A adoção de novas práticas e as mudanças de comportamento foram resultados dos aprendizados oriundos da vivência diária e da experiência prática. Além disto, a relação entre cinco fatores estruturais do Programa contribuiu para impulsionar a aprendizagem entre os participantes: (i) a ajuda mútua entre os empreendimentos na cadeia de suprimentos; (ii) a formatação da rede de empreendimentos; (iii) a troca de experiências entre os participantes; (iv) a facilitação do Educador Social; e (v) o estímulo ao processo de reflexão-ação. O Educador Social, responsável pela assessoria aos empreendimentos, teve uma importante função de estimular o questionamento e diálogo das empreendedoras, haja vista o contexto sociocultural das mulheres participantes: pessoas de baixa renda e pouca escolaridade. Na concepção da aprendizagem social, uma maior integração dos empreendimentos da rede para troca de experiências, pode diminuir os efeitos da fragilidade presente no Programa: a rotatividade das empreendedoras. Ao final do trabalho, procurou-se fornecer subsídios teóricos e práticos para que projetos de desenvolvimento social possam ser alavancados a partir de um conhecimento mais claro sobre o processo de aprendizagem entre os atores envolvidos.
Abstract: This work aimed to analyze the process of organizational learning under a social lens in a network of enterprises, relating such process to the premises of social learning for sustainability (SLfS). The purpose was to articulate the theory of social learning in these two approaches: a broader one, namely, the sustainability, and a more restricted one, that is, the organizational environment, based on a project of social development. The theoretical reference adopted for such study was based on studies focused on SLfS and on discussions regarding the social dimension of sustainability. As for the organizational context, the study recovered the concept of social learning within organizations, seeking to relate such concept to the critical elements of SLfS as well as to the barriers of organizational learning. To achieve such goal, the option was to choose a project built and maintained by means of social interactions among actors that experienced challenges and, hence, needed to dialogue and collaborate among themselves so to as to attain the same objectives. Accordingly, it was carried out a case study involving a network of popular ventures managed by Programa Mulher Empreendedora housed by Instituto Consulado da Mulher (ICM). This is the main social program of the trademark Consul , which is anchored in sustainability projects developed by such company. The main technique in the data gathering was the nonparticipant observation, which was complemented by documentation analyses and semi-structured interviews. With respect to the analysis of qualitative data, it was utilized the interpretative procedures inspired by Flores (1994). The results depicted similarities among the factors that promote social learning, considering the perspective of sustainability as well as that of organizational. The critical elements observed in the studies on sustainability (reflection and critical thinking; participation and engagement; negotiation and collaboration; systemic thinking; and communication) were corroborated in the interactions in the networks of enterprises, considering the social learning in the organizations. The questioning and dialogues among the entrepreneurs, coupled with the commitment to the businesses, had important roles for the learning process as the problems and solutions were discussed with transparency and on a democratic fashion. The adoption of new approaches and the changes in behavior were the results of learning processes derived from the daily and practical experiences. Moreover, the relation among the five structural factors of the Program contributed to advance the learning process among the participants: (i) the mutual help among the ventures within the supply chain; (ii) the setting of the networks of ventures; (iii) the exchange of experience among the participants; (iv) the facilitation from the social educator; and (v) the stimulus for the process of reflection-action. The social educator in charge of assisting the ventures had an important function to encourage questioning and dialogue in the entrepreneurs, given the social and cultural context of the participating: low income and low literacy women. For the conception of social learning, a greater integration of the ventures in the network of experiences exchanges may reduce the effect of the fragility existing in the Program: the turnover of the entrepreneurs. At the end of the study, theoretical and practical subsidies were provided so that social development programs can be enhanced based on a more intelligible knowledge about the learning process among the participating actors.
Palavras-chave: aprendizagem organizacional;  aprendizagem social;  desenvolvimento social;  mulheres empreendedoras;  sustentabilidade;  organizational learning;  social learning;  social development;  entrepreneurial women, sustainability
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: AMARAL, Diego Gama. Aprendizagem social organizacional e sustentabilidade: a experiência de um programa empresarial de mulheres empreendedoras. 2015. 1 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/644
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12358
Data de defesa: 18-Mar-2015
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/644/1/Diego%20Gama%20Amaral.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.