Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12311
Tipo do documento: Dissertação
Título: A relação entre as variações deliberadas e a coordenação interorganizacional em alianças estratégicas contratuais
Autor: Pequini, Leandro Lopes
Primeiro orientador: Bataglia, Walter
Primeiro membro da banca: Silva, Adilson Aderito da
Segundo membro da banca: Binder, Marcelo Pereira
Resumo: Alianças estratégicas atualmente são estudadas por muitos pesquisadores por permitirem aos parceiros troca de conhecimentos e o acesso a ativos complementares. O objetivo geral desta pesquisa foi compreender a percepção dos gestores sobre as variações deliberadas e sua relação com as rotinas de coordenação de alianças estratégicas na indústria brasileira, segmento saúde humana. A metodologia envolveu estudos de casos de alianças estratégicas contratuais de três organizações farmacêuticas, sendo dois laboratórios de grande porte, e uma microemprensa de biotecnologia, todos da cidade de Ribeirão Preto SP. Os dados foram analisados via análise de conteúdo temática categorial com categorias definidas a priori. Os casos foram analisados individualmente e a seguir de forma cruzada, gerando-se proposições não definitivas sobre a relação entre as variações deliberadas e as atividades da rotina de coordenação interorganizacional de alianças estratégicas contratuais. Concluiu-se que as táticas para geração de variações deliberadas são utilizadas para a coordenação interorganizacional com o objetivo de redução da incerteza das transações da aliança, atendimento de exigências regulatórias, geração de capital intelectual via aprendizagem, incentivo dos participantes, e viabilização das alianças. As principais táticas de variações deliberadas utilizadas na coordenação interorganizacional são: programas formais de experimentação, incentivos indiretos e tolerância por parte do gestor para variações sem foco e brincadeiras. A contribuição teórica dessa pesquisa está na explicitação das táticas de variações deliberadas utilizadas para coordenação interorganizacional de alianças estratégicas contratuais. A contribuição para a prática administrativa é mostrar que a coordenação interorganizacional de alianças ocorre de forma dinâmica, envolvendo diversas táticas de incentivo e controle, e que os executivos responsáveis pela sua gestão devem esperar que a execução dessas táticas ocorre de forma preemptiva e não linear, a partir de estímulos ao longo da aliança que exigem ações e acompanhamentos.
Abstract: Strategic alliances have been currently studied by many researchers for allowing partners to exchange knowledge and access to complementary assets. The main objective of this research was to understand the perception of managers on the deliberate variations and their relation to the strategic alliance coordination routines in the Brazilian industry, human health segment. The methodology involved studies of cases of contractual strategic alliances from three pharmaceutical organizations, two of them being large laboratories, and one biotechnology microenterprise, all from the city of Ribeirão Preto, state of São Paulo Brazil. The data was individually analyzed and then cross-analyzed, generating non-definitive propositions about the relation between deliberate variations and activities of interorganizational management of contractual strategic alliances routines. It was concluded that the tactics for generating deliberate variations are used in the interorganizational management aimed to reduce the uncertainty of the alliance transactions, fulfillment of regulatory requirements, generation of intellectual capital through learning, motivation of the participants, and viability of alliances. The main tactics of deliberate variations used in the interorganizational management are: formal programs of experimentation, indirect motivations and tolerance by the manager to variations without focus and play. The theoretical contribution of this research is the explicitation of the tactics of deliberate variations used in interorganizational management of contractual strategic alliance. The contribution to the administrative practice is to show that interorganizational management of alliances occurs dynamically, involving several motivational and controlling tactics, and that executives responsible for their management must expect that the execution of such tactics occurs preemptively and not linearly, from motivations along the alliance that demand actions and monitoring.
Palavras-chave: alianças estratégicas contratuais;  coordenação interorganizacional;  variações deliberadas em rotinas;  indústria farmacêutica;  strategic alliances;  interorganizational partnerships;  variations;  deliberate variations;  pharmaceutical industry
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: PEQUINI, Leandro Lopes. A relação entre as variações deliberadas e a coordenação interorganizacional em alianças estratégicas contratuais. 2012. 189 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/596
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12311
Data de defesa: 1-Fev-2012
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/596/1/Leandro%20Lopes%20Peguini.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.