Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12296
Tipo do documento: Dissertação
Título: Inovação aberta como estratégia de inovação e de crescimento: um estudo exploratório no setor metalúrgico brasileiro
Autor: Santos, Márcia Amorim
Primeiro orientador: Zilber, Moisés Ari
Primeiro membro da banca: Bataglia, Walter
Segundo membro da banca: Albertin, Alberto Luiz
Resumo: A inovação pode ser uma variável para incrementar o crescimento e o desempenho empresarial. Por isso, muitas empresas proativas às mudanças constantes do mercado, para acessar os ativos complementares, satisfazer os clientes e buscar o crescimento e a vantagem competitiva sustentável, estão praticando a inovação aberta, que é um novo paradigma que utiliza técnicas e ferramentas para o desenvolvimento de uma rede de inovação colaborativa. Segundo os pressupostos da inovação aberta, as empresas podem buscar e desenvolver os recursos para os empreendimentos em inovação interna ou externamente, independentemente de sua localização; além disso, podem utilizar caminhos internos e externos para a sua comercialização, tendo em vista a captura e geração de valor. Dessa forma, a inovação aberta tornou-se a pedra angular para este estudo, que buscou identificar as estratégias de inovação e de crescimento praticadas pelas empresas do setor metalúrgico brasileiro a fim de identificá-la (inovação aberta) como fator que contribui para o crescimento. Para tanto, foi adotada uma estratégia de pesquisa exploratória e qualitativa. Para a coleta de dados, foram utilizadas entrevistas em profundidade com executivos de seis empresas do setor metalúrgico brasileiro. Concluiu-se que as empresas do setor metalúrgico brasileiro adotam a inovação aberta para a prospecção de inovações radicais e exploração de inovações incrementais, que abarcam parcerias com clientes e universidades, P&D interno e alianças estratégicas com empresas nacionais e internacionais, projetadas em suas estratégias de crescimento de desenvolvimento de produtos e de diversificação dos negócios, com mecanismos internos e externos. Cabe destacar que essas empresas não adotam a abordagem em sua plenitude, deixando de aproveitar as diversas possibilidades para a busca e aquisição de recursos, e principalmente suas formas de comercialização, deixando, portanto, de obter maiores benefícios com essa abordagem e limitando seu crescimento. Pôde-se evidenciar também que as condições do mercado e do perfil estratégico das empresas influenciam as escolhas estratégicas quanto à adoção de estratégias mais flexíveis e abertas às oportunidades de negócios.
Abstract: Innovation can be a variable in order to increase growth and business performance. Therefore, many companies proactive to constant market changes, to access complementary assets, satisfy customers and pursue growth and sustainable competitive advantage are practicing open innovation, which is a new paradigm that uses techniques and tools to develop a network of collaborative innovation. According to the assumptions of open innovation, companies can seek and develop resources for enterprises in innovation, internally or externally, regardless of their location; in addition, they can use internal and external paths for its commercialization, considering the value capture and generation. Thus, open innovation has become the cornerstone for this study that sought to identify strategies for innovation and growth applied by Brazilian companies in the metallurgical sector in order to identify it (open innovation) as a factor that contributes to growth. To that end, we have adopted a strategy of exploratory and qualitative research. For data collection, in-depth interviews were used with executives from six companies in the metallurgical sector in Brazil. It was concluded that companies in the Brazilian metallurgical sector adopt open innovation for prospecting radical innovations and exploitation of incremental innovations that include partnerships with customers and universities, internal R & D and strategic alliances with national and international companies, projected on their growth strategies for product development and business diversification, with internal and external mechanisms. It is worth noting that these companies do not adopt the approach in its fullness, not taking advantage of the various possibilities for the search and acquisition of resources, and especially their forms of marketing, thus not getting more benefits with this approach and limiting its growth. One can also show that the market conditions and the strategic profile of the companies influence the strategic choices regarding the adoption of more open and flexible strategies for business opportunities.
Palavras-chave: inovação aberta;  estratégias de crescimento;  rede de inovação colaborativa;  open innovation;  growth strategies;  collaborative innovation network
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/581
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12296
Data de defesa: 31-Ago-2012
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/581/1/Marcia%20Amorim%20Santos.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.