Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12201
Tipo do documento: Tese
Título: Confiança e desempenho organizacional: um estudo sobre a relação interorganizacional na prestação de serviço de festas infantis
Autor: Caselani, Denise Maria Candiotto
Primeiro orientador: Brito, Eliane Pereira Zamith
Resumo: Este estudo analisou as relações entre confiança, cooperação e desempenho organizacional. O tema cresceu em importância na área de administração nos últimos anos e várias são as perspectivas que o abordam e aqui optou-se pela perspectiva de governança relacional. O estudo teve como objetivo analisar relação entre confiança e desempenho em relacionamentos interorganizacionais e a interveniência da variável cooperação. Para tal, foi conduzida uma pesquisa em duas fases no setor de buffets, mais especificamente no segmento de festas infantis. A primeira fase da pesquisa foi importante para melhor entender a estrutura e a dinâmica do setor, o relacionamento entre fornecedores de brinquedos e os buffets e testar qualitativamente as escalas construídas para mensurar os construtos a partir da teoria. Foram feitas 10 entrevistas em profundidade, sendo três com fornecedores. Na fase seguinte foram coletados dados junto aos buffets. Os respondentes foram os agentes de contato das empresas para a compra de brinquedos, em geral, este papel é do proprietário do negócio, em função da relevância do investimento e a especificidade do ativo. Responderam o questionário 158 empresas. A coleta de dados foi feita usando um questionário e este foi aplicado pessoalmente. Os dados coletados relevam que a confiança interpessoal apresentou grande influência na confiança interorganizacional. Esta relação é tão intensa que houve um questionamento se os dois são comporiam um único construto. No entanto, a AFC mostrou são dois construtos. A mensuração da cooperação por meio dos comportamentos cooperativos também teve ajuste adequado e estes mostraram ter influências distintas sobre o desempenho. As duas fases da pesquisa de campo apontaram para uma relação positiva e significativa entre resolução conjunta de problemas e desempenho organizacional. Fica evidente pelas falas dos entrevistados que diferentemente da disponibilidade de se contornar o problema de fornecimento de itens como decoração e alimentos , os brinquedos com funcionamento ruim ou a falta deles faz com que os clientes não retornem e ainda façam uma campanha negativa contra o buffet. Esse resultado mostra que, quando as partes estão engajadas na solução conjunta de problemas é mais fácil encontrar soluções mutuamente satisfatórias, aumentando o sucesso da relação cliente-fornecedor, conforme argumentado por Deutsch (1969). Por outro lado, a relação negativa entre restrição ao uso de poder e desempenho ilustra bem o sentimento capturado pelas entrevistas. Os gestores dos buffets apontam como se sentem pressionados pela demanda induzida de novos brinquedos, quando têm que seguir a concorrência. A flexibilidade na negociação também não apresentou explicação significativa para o desempenho, pelo contrário, pois há indicação nas duas fases da pesquisa que a relação entre estas variáveis é negativa. Os resultados indicam que a confiança interorganizacional e indiretamente a confiança interpessoal explicam os comportamentos cooperativos entre as empresas da cadeia de fornecimento estudada pela visão dos donos do buffets. Por outro lado, apenas um os comportamentos cooperativos explica parte da variação do desempenho organizacional. O estudo corrobora estudos anteriores usados como base para este e representa um avanço nos estudos da área, em especial, pela discussão e operacionalização dos construtos que foram testados e validados com bom nível de ajuste.
Abstract: Based on the relational perspective reasoning this doctoral dissertation proposed a model that theorizes on the relationship between organizational and individual trust, cooperative behaviors and organizational performance in the sector of entertainment, specifically children parties businesses segment. An extensive literature review was conducted to better understand the definition of those variables and their theoretical relationship. The review also helped to identify scales used in previous research to measure the research variables. The identified scales were then back translated and adapted to be used in this research. The cooperative behavior scale was translated and tested in other studies conducted in Brazil and as the procedures used in those studies were reliable we used the scale from Hashiba (2008). The research instrument was pre-tested during the first part of the research in which deep interviews were conducted with manufacturers of equipment for entertaining children, like professionals toys used in parks and their customers. This phase of the study also helped to better understand the business segment and the relationship between the players in the business. In the next phase of the research the boundary spanner of each company in the business segment was contact and those that accepted to take part in the study was personally helped to fill the research questionnaire. Some 158 good responses were available in the end of data collection. The data was then analyzed using the statistical packages Stata and Amos. The last one allowed to test validation of the research constructs through SEM. Validation of the research constructs were reached and the basic model had a good fit. The results from both phases of the research show that organizational and individual trust are highly correlated but they are different constructs. Cooperative behaviors were explained by organizational trust and that only joint problem solve is the only cooperative behavior tested which explain organizational performance. The data also indicated that flexibility in the negotiation is negative related to performance. These findings corroborate previous researches in the field and also helped to further the knowledge on the subject.
Palavras-chave: confiança interorganizacional;  confiança interpessoal;  governança relacional;  cooperação;  desempenho organizacional;  trust;  cooperative behavior;  organizational performance;  relational governance;  entertainment business segment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/852
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12201
Data de defesa: 5-Mar-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/852/1/Denise%20Maria%20Candiotto%20Caselani.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.