Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12174
Tipo do documento: Tese
Título: Processos de aprendizagem no contexto da economia solidária: um estudo baseado no interacionismo interpretativo
Autor: Garcia, Edilene de Oliveira Pereira
Primeiro orientador: Godoy, Arilda Schmidt
Primeiro membro da banca: Brunstein, Janette
Segundo membro da banca: Rodrigues, Andrea Leite
Terceiro membro da banca: Ferreira, Jorge Flavio
Quarto membro da banca: Oliva, Eduardo de Camargo
Resumo: Este trabalho propõe estudar processos de aprendizagem no contexto da economia solidária, tendo como participantes empreendedores pertencentes à Associação de Artesãos e Artistas Plásticos de Diadema-SP. A pergunta de pesquisa é: como se desenvolvem os processos de aprendizagem da cooperação, da autogestão, da solidariedade e da ação econômica de empreendedores da economia solidária pertencentes a uma associação de artesãos para atuarem nessa outra economia? . O objetivo geral é identificar, descrever e analisar o modo pelo qual se desenvolvem os processos de aprendizagem da cooperação, da autogestão, da solidariedade e da ação econômica por esses empreendedores. Como objetivos específicos, identificar quem são os sujeitos de aprendizagem da economia solidária (como são definidos e onde se localizam), por que eles aprendem (que motivos os levam a aprender), o que aprendem (quais conteúdos aprendem e quais são os desfechos disso) e como aprendem (quais são as ações-chave dos processos de aprendizagem). Trata-se de um estudo qualitativo e interpretativo crítico cujo arcabouço teórico é integrado por duas abordagens: o interacionismo interpretativo (Denzin, 2001) e a teoria da aprendizagem social (Elkjaer, 2003). Essas abordagens são convergentes e colocam as experiências vividas pelas pessoas no seu cotidiano como pontos de partida para a compreensão dos fenômenos sociais. O campo de pesquisa foi contextualizado a partir dos conceitos e marcos históricos apresentados por Singer (2002), França-Filho (2007), Lechat (2002), Gaiger (2003) e Silva (2011) e pelo Ministério do Trabalho e Emprego (BRASIL, 2012). O interacionismo interpretativo também é utilizado para orientar os procedimentos metodológicos. A organização escolhida para realização da pesquisa foi a Associação de Artesãos e Artistas Plásticos de Diadema-SP (AAAPD). Pesquisar aprendizagem junto a uma associação de artesãos representou a oportunidade de adentrar num campo que hoje é pouco explorado no âmbito dos estudos de aprendizagem em organizações. Para a captura do fenômeno foram realizadas oito entrevistas, das quais sete com artesãs e uma com a AAAPD. Os materiais gravados e transcritos originaram as histórias de vida de descrição densa. A análise das características recorrentes das histórias de vida levou ao reconhecimento de cinco instâncias de aprendizagem nas quais se localizam as experiências de interação e também as epifanias que, de forma direta ou indireta, conduzem à aprendizagem da cooperação, da autogestão, da solidariedade e da ação econômica. Essas instâncias são: a família, o próprio indivíduo, o outro, a entidade de economia solidária e o poder público local. Os processos de aprendizagem tal como foram identificados e analisados neste estudo consideram as influência de poder operando no contexto. Nesse sentido, verificou-se que, no âmbito da AAAPD, os processos de aprendizagem dos elementos de base da economia solidária se mantém atrelados às iniciativas e estratégias de governo do poder público local, com quem a entidade mantém forte relação de dependência, que, por sua vez, constitui a principal dificuldade na condução de suas atividades e na disseminação, vivência e manifestação coletiva desses princípios. Este estudo possibilita ampliar o conhecimento sobre aprendizagem em contextos organizacionais diferentes daqueles da economia privada tradicional e o impacto dos ambientes sociais nesses processos. Ele também serve como referência para a utilização do interacionismo interpretativo como abordagem teórico-metodológica em estudos no campo da aprendizagem organizacional.
Abstract: This study aims to understand the processes of learning in the context of the solidarity economy. The participants are entrepreneurs belonging to the Association of Craftsman and Artists of Diadema (Sao Paulo - Brazil). The research question is "how the learning processes of cooperation, self-management, solidarity and economic action are developed by entrepreneurs of solidarity economy belonging to an association of craftsmen in order to act in this type of economy? ". The overall objective is to identify, describe and analyze how they develop the learning processes of cooperation, self-management, solidarity and economic action. Specific aims are to identify who are the subjects of learning (how they are defined and where they are located), why they learn (the reasons that lead to learning), what they learn (what are the contents and what are the outcomes of learning) and how they learn (what are the key actions of the learning processes). This is a critical qualitative and interpretative study which theoretical framework is composed of two approaches: interpretive interactionism (Denzin, 2001) and social learning theory (Elkjaer, 2003). These approaches converge and put the experiences undergone by people in their everyday life as starting points for understanding social phenomena. The field research is contextualized from the concepts and landmarks presented by Singer (2002), França-Filho (2007), Lechat (2002), Gaiger (2003) and Silva (2011) and the Ministry of Labor and Employment of Brazil (BRAZIL, 2012). Interpretive interactionism is also used to guide the methodological procedures. The organization chosen to carry out the research was the Association of Craftsman and Artists of Diadema (São Paulo Brazil). It represents an opportunity to enter a field that today is little explored in studies of organizational learning. To capture the phenomenon eight interviews were conducted with seven craftswoman and with the president of the Association. The recorded material and transcripts originated life histories of thick description. The analysis of recurring features of life histories led to the recognition of five instances where there are the learning experiences of interaction - and the epiphanies which directly or indirectly lead to the learning of cooperation, self-management, solidarity and economic action. These instances are: the family, the individual, the other , the entity of social economy and local government . Learning processes as identified and analyzed in this study considers the influence of power operating in the context. In this sense, it was found that, under the AAAPD, the learning processes of the basic elements of solidarity economy remains tied to local government initiatives and strategies. The entity maintains strong dependency relationship with local government what constitutes the main difficulty in conducting its activities and disseminating, experiencing and manifesting collectively the principles of solidarity economy. This study helps to increase knowledge about learning in different organizational contexts from those of traditional private economy and the impact of social environments in these processes. It also serves as a reference for the use of interpretive interactionism as a theoretical-methodological approach in studies in the field of organizational learning.
Palavras-chave: aprendizagem organizacional;  teoria da aprendizagem social;  interacionismo interpretativo;  aprendizagem no contexto da economia solidária;  pesquisa qualitativa crítica;  organizational learning, social learning theory, interpretive interactionism;  learning in the context of solidarity economy;  critical qualitative research
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: GARCIA, Edilene de Oliveira Pereira. Processos de aprendizagem no contexto da economia solidária: um estudo baseado no interacionismo interpretativo. 2015. 221 f. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/824
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12174
Data de defesa: 1-Jan-2015
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/824/1/Edilene%20de%20Oliveira%20Pereira%20Garciaprot.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.