Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12153
Tipo do documento: Tese
Título: A inovação e o desempenho de empresas em processos de abertura de capital no Brasil (IPO)
Autor: Sampaio, Murilo
Primeiro orientador: Zilber, Moisés Ari
Primeiro membro da banca: Bido, Diógenes de Souza
Segundo membro da banca: Perez, Gilberto
Terceiro membro da banca: Quintella, Rogerio Hermida
Quarto membro da banca: Sbragia, Roberto
Resumo: Este trabalho trata, por um lado, da empresa inovadora e, pelo outro, do mercado de capitais que serve de contexto no momento em que a empresa começa a negociar suas ações na Bolsa de Valores. Empreendida na realidade brasileira nos últimos dez anos, a pesquisa buscou estudar e concluir de que forma a inovação contribui para o desempenho de um IPO. De 2000 a 2010, 245 empresas abriram seu capital, mas apenas 98 foram para a Bolsa de Valores. Na fase inicial da pesquisa, entrevistas estruturadas com agentes do mercado de capital e com empresas que abriram capital compuseram sua parte qualitativa e validaram o questionário enviado às empresas. Na fase quantitativa, a pesquisa foi empreendida por meio de dois caminhos paralelos. No primeiro, uma pesquisa primária, foi enviado para cada empresa o questionário e buscou-se obter as respostas. No segundo, utilizando-se o prospecto do lançamento das ações (a fonte secundária mais importante do IPO), o mesmo questionário foi respondido por meio de contagem de palavras no texto do prospecto. A taxa de resposta direta foi muito baixa, mas por meio das entrevistas e da pesquisa quantitativa empreendida nos prospectos de lançamento, a relação entre inovação e desempenho do IPO não pode ser genericamente comprovada. Em casos específicos, tal relação pode ser observada e mereceria estudos mais aprofundados.
Abstract: On one side, the innovative company and, on the other, the open market make up the context that serves as the basis of this research. Undertaken in the Brazilian reality over the past ten years, this research looked to study and conclude in what way innovation contributes to the performance of the IPO. In the period between 2000 and 2010, 245 companies opened their capital, but only 98 went onto the stock market. In the initial phase of research, structured interviews with members of capital markets and with companies that opened their capital, comprised the qualitative part of the research and validated the questionnaire sent to the companies. In the second phase, the quantitative research was undertaken through two ways. The questionnaire was sent to each company and then, at the same time, each launch prospectus of the shares (the most important secondary source of the IPO) was used to obtain the answers of the questionnaire. The direct response rate was very low, however, through the direct interviews and quantitative research of the launch prospectuses, a relationship between innovation and IPO performance could not be generically proven. In specific cases, this relationship could be observed and deserves to be studied further and in a more profound manner.
Palavras-chave: inovação;  desempenho do processo de abertura de capital;  innovation;  performance of the IPO process
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/803
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12153
Data de defesa: 15-Mar-2012
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/803/1/Murilo%20Sampaio.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.