Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12146
Tipo do documento: Tese
Título: Custos de transação e capacitações: influência nas estruturas de governança no setor farmacêutico do Brasil
Autor: Nogueira, Antonio Carlos Lima
Primeiro orientador: Bataglia, Walter
Primeiro membro da banca: Silva, Adilson Aderito da
Segundo membro da banca: Zylbersztajn, Decio
Terceiro membro da banca: Azevedo, Paulo Furquim de
Quarto membro da banca: Brito, Eliane Pereira Zamith
Resumo: O estudo teve por objetivo analisar a influência dos custos de transação e capacitações sobre a integração vertical para a etapa de manufatura do setor farmacêutico do Brasil. O estudo justifica-se pela contribuição com a agenda de pesquisa sobre as relações entre as abordagens de custos de transação e de capacitações. O universo considerado é o total de medicamentos registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). A população é o subconjunto de medicamentos disponíveis no banco de dados denominado Bulário Eletrônico. Os níveis de análise são construtos de integração vertical, experiência, diversificação, especificidade de ativos e poder de barganha. A unidade de análise é a transação de fabricação de medicamentos e o objeto de análise é o registro do medicamento. Foi elaborado um modelo estrutural com um conjunto de hipóteses para as relações causais entre os construtos citados, elaboradas com base na teoria existente. A partir do modelo, foram definidas variáveis latentes de primeira ordem e indicadores mensuráveis com base nos dados disponíveis no Bulário Eletrônico e nos sítios das empresas na Internet. Com essas definições, os dados foram coletados para cada medicamento, com indicadores de forma farmacêutica, classe terapêutica, categoria regulatória e integração vertical da transação de fabricação. Para o teste das hipóteses foi realizada análise fatorial confirmatória do modelo de mensuração por meio de um modelo de equações estruturais resolvido pelo método Partial Least Squares. Quatro implicações teóricas principais do estudo podem ser destacadas. A primeira é a identificação de relações significantes entre construtos relacionados a custos de transação (especificidade de ativos e poder de barganha) e capacitações (experiência e diversificação), assim como relações entre a integração vertical e os demais construtos. Este resultado ratifica a proposta do modelo teórico de Jacobides e Winter, sobre a coevolução de custos de transações e distribuição de capacitações de empresas no mesmo sistema produtivo, com impactos no escopo vertical das empresas na cadeia de valor. A segunda implicação do trabalho se refere à relação positiva entre diversificação e integração vertical. Como a diversificação é um indicador de capacitações, o resultado indica que os limites da firma refletem um conjunto de capacitações expressas por meio de processos e rotinas. O resultado está sujeito à critica de que no estágio atual do setor farmacêutico, a adoção da integração vertical pode ser decorrente de considerações de custos e delimitação do escopo aos estágios de maior valor para a empresa. A terceira implicação é a existência de uma relação negativa entre a especificidade de ativos e integração vertical. O resultado parece indicar o baixo valor estratégico da transação de fabricação de medicamentos na cadeia de valor do setor farmacêutico. Parece que as empresas tendem a terceirizar a transação de fabricação justamente dos produtos com formas que apresentam atributos específicos. A quarta implicação é a ausência de influência do poder de barganha sobre a integração vertical no setor farmacêutico, que pode ser decorrente de dois aspectos: o primeiro é a própria estrutura de mercado retratada pela população e o segundo é a baixa relevância da transação de fabricação para a geração de valor. Nesta população, o mercado é competitivo para as formas e classes mais disseminadas e mais concentrado para os produtos com formas e classes mais raros. Por outro lado, a baixa relevância da transação como atividade estratégica pode fazer com que as decisões sobre a integração vertical não levem em conta o poder de barganha da empresa.
Abstract: The study aimed to analyze the influence of transaction costs and capabilities on vertical integration for the manufacturing step in the pharmaceutical sector in Brazil. This objective resulted from the potential contribution to the ongoing research agenda on the relationship between the approaches of transaction costs and capabilities. The universe of research is the total number of drugs registered at the National Agency of Sanitary Surveillance (ANVISA), which is the federal regulator or drugs in Brazil. The population is the subset of drugs available in the public database Bulário Eletrônico and the levels of analysis are the constructs of vertical integration, experience, diversification, asset specificity and bargaining power. The unit of analysis is the transaction of drug manufacturing and the object of analysis is the registry of the drug. I developed and proposed a structural model composed of a set of hypotheses with causal relationships between constructs. The model includes first order latent variables and measurable indicators based on data available on database and in the websites of the companies. With these definitions, I collected the data for each drug, including pharmaceutical form, therapeutic class, regulatory category and vertical integration of the manufacturing transaction. To test the hypotheses I conducted a confirmatory factor analysis of the measurement model through a structural equation model solved by Partial Least Squares. The first theoretical implication of the results is the identification of significant relationships between constructs related to transaction costs (asset specificity and bargaining power) and capabilities (experience and diversification) as well as relations between vertical integration and the other constructs. The second implication is the positive relationship between diversification and vertical integration. As diversification is an indicator of capabilities, the result implies that the limits of the firm reflect a bundle of capabilities expressed by processes and routines. The result could be subject to criticism that the vertical integration adoption may be resultant of cost considerations and delimitation of the scope based on the stages of greatest value to the company. The third implication is the existence of a negative relationship between asset specificity and vertical integration. The result seems to indicate the low strategic value of the manufacturing transaction in the value chain in the pharmaceutical industry. It seems that companies tend to outsource manufacturing transaction precisely for products with specific attributes. The fourth implication is the lack of influence of bargaining power on vertical integration. This result may be due to two aspects: the first is the very structure of the market portrayed by population and second is the low importance of transaction registration to generate value. In this population, the market is competitive for the more widespread forms and classes and more concentrated for products with rarer forms and classes. On the other hand, the low relevance of the transaction as a strategic activity can make decisions on vertical integration does not take into account the bargaining power of the company.
Palavras-chave: coordenação vertical;  terceirização;  cadeia de suprimentos;  integração vertical;  fabricação de medicamentos;  transaction costs;  pharmaceutical industry;  capabilities;  governance structures
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/796
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12146
Data de defesa: 30-Ago-2012
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/796/1/Antonio%20Carlos%20Lima%20Nogueira.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.