Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12136
Tipo do documento: Tese
Título: Estudo sobre a estrutura de capital das empresas brasileiras no período pós Plano Real (1995-2005)
Autor: Forte, Denis
Primeiro orientador: Nakamura, Wilson Toshiro
Primeiro membro da banca: Martin, Diógenes Manoel Leiva
Segundo membro da banca: Famá, Rubens
Terceiro membro da banca: Yamamoto, Marina Mitiyo
Quarto membro da banca: Basso, Leonardo Fernando Cruz
Resumo: O objetivo deste trabalho foi identificar os determinantes da estrutura de capital nas empresas brasileiras de capital aberto, no período de 1995 a 2005. Após estabelecer o referencial analítico a partir da revisão bibliográfica, foram usados procedimentos quantitativos e qualitativos. Do ponto de vista quantitativo, a técnica econométrica selecionada foi a de painel equilibrado, adicionalmente ao uso de análise fatorial e do modelo de equações estruturais para confirmação de um modelo sem omissão de variáveis. Para verificação de consistência de resultados, foram rodadas regressões com diferentes alternativas de proxies de endividamento e em diferentes subperíodos. Ao mesmo tempo foi feito um levantamento qualitativo junto a executivos de alto nível, buscando entender o comportamento destes agentes. Os resultados econométricos obtidos pela análise fatorial, equação estrutural e pela técnica de painel, determinaram como significantes as variáveis ligadas ao desempenho financeiro (rentabilidade e lucratividade, tanto no nível operacional como no geral) e à liquidez da empresa com correlação negativa com a estrutura de endividamento da empresa. Esse resultado está em linha com boa parte dos trabalhos conduzidos no Brasil, reforçando a teoria do pecking order de hierarquia de escolha do endividamento. Comportamento esse corroborado pelos gestores que optaram pela prioridade à liquidez sobre a rentabilidade localmente. Além disso, o tamanho das empresas mostrou ser significativo nas regressões do endividamento das empresas, dando vantagens às grandes empresas em relação às menores. Também foi verificado um comportamento dinâmico de ajustamento de endividamento em torno de um alvo, compatível com a teoria do Trade-off dinâmico, nesse caso de baixa velocidade. Custos de transação e taxas de juros reais estratosféricas poderiam estar por trás desse comportamento, reforçando o fato de que a maximização de resultados, embora fundamental, ficaria em segundo plano, em relação à liquidez ou a outras variáveis estratégicas no Brasil.
Abstract: The purpose of this work was to identify the determinants of the capital structure in Brazilian listed companies, from 1995-2005. After establishing the analytical framework, quantitative and qualitative procedures were used. From the quantitative point of view, the selected econometric technique was a balanced panel, additionally to the use of factor analysis and of the structural equation model to confirm a model without omitted variables. In order to check the consistency of the results, many regressions with different alternative proxies for leverage and subperiods were calculated. At the same time, a qualitative survey was conducted with top executives in order to understand the behavior of these agents. The econometric results obtained from the component factor analysis, the structural equation model and the panel data pointed as significant the variables linked with financial performance (profitability or turnover, either operational or general) and linked with the liquidity of the firm, with negative correlation with the debt strcture of the company. This result is in line with the majority of the works conducted in Brazil, reinforcing the pecking order hierarchical choice of leverage. This behavior is corroborated by the management that opted for liquidity over profitability locally. Additionally, the size of the companies appears as significant on the gearing regressions, showing that larger companies prevail over smaller ones. A dynamic adjustment behavior of the leverage into a target was also verified, in line with a dynamic Trade-off theory, whereas in a slow speed. Transaction costs and stratospherically real interest rate might be underneath this behavior, reinforcing the fact that profit maximization, although fundamental, would be second against liquidity or to other strategic variables in Brazil.
Palavras-chave: estrutura de capital;  dados em painel;  determinantes;  capital structure;  panel data;  determinants
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: FORTE, Denis. Estudo sobre a estrutura de capital das empresas brasileiras no período pós Plano Real (1995-2005). 2007. 204 f. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/786
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12136
Data de defesa: 7-Mar-2007
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/786/1/Denis%20Forte.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.