Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12130
Tipo do documento: Tese
Título: Poder de mercado e eficiência: o movimento de fusões e aquisições no mercado bancário brasileiro no período de 2005 a 2009
Autor: Barbosa, Conceição Aparecida Pereira
Primeiro orientador: Zilber, Moisés Ari
Primeiro membro da banca: Bataglia, Walter
Segundo membro da banca: Bulgacov, Sergio
Terceiro membro da banca: Nakamura, Wilson Toshiro
Quarto membro da banca: Guimarães, Tomas de Aquino
Resumo: Esta tese objetivou discutir o contexto das operações de fusões e aquisições - F&A, na indústria bancária brasileira à luz do paradigma estrutura-conduta-desempenho - ECD e da Visão Baseada em Recursos, enfocando a busca de poder de mercado e eficiência. Com base em uma visão integrativa entre a Economia e a Estratégia apresentada por Rumelt, Schendel e Teece (1991), o trabalho foi desenvolvido discutindo a premissa de retornos acima do normal e sua relação com a concentração, colusão e competição de firmas, de um lado e, de outro, tratando do papel dos recursos. O principal estímulo para esta discussão foi gerado pela crescente consolidação do sistema bancário brasileiro e pela observação da tentativa dos estudiosos em explicarem a natureza deste fenômeno. Pelo caráter contraditório de resultados apontados em pesquisas empíricas, verifica-se que mesmo entre estes trabalhos não há um consenso sobre os verdadeiros fatores motivadores para a adoção das F&A o que sugeriu que uma abordagem complementar pudesse ser uma alternativa para compreensão do fenômeno. Esta falta de consenso talvez se deva ao que Peltzmann (1977) sugere ser uma relação espúria: eficiências poderiam contribuir para a criação de poder, logo, não se pode fazer uma avaliação sem que isto seja considerado. Desta forma, foi determinado o seguinte problema de pesquisa: Bancos comerciais e múltiplos no Brasil estão se engajando em operações de fusões e aquisições horizontais para obtenção de poder de mercado e/ou eficiência? Este estudo exploratório foi desenvolvido com o uso de métodos quantitativos e compreendeu o período de 2005 a 2009. Utilizando-se de técnicas descritivas, modelos de regressão e ANOVA, as análises foram efetuadas no níveis da indústria, grupos estratégicos e firmas e os principais resultados apontam que: a estrutura de mercado é de oligopólio competitivo; há uma tendência de aumento de concentração; os bancos adotam comportamentos competitivos e colusivos; há indícios, no nível da indústria, de que os bancos buscam poder de mercado e eficiência; a maior rivalidade ocorre entre grupos do que nos grupos; há a tendência de redução da rivalidade; os grupos objetivam poder de mercado; firmas adquirentes aumentaram o poder de mercado com as aquisições; nem todas as adquirentes obtiveram ganho de eficiência com as aquisições; ainda não é possível determinar se já aconteceram ganhos de sinergia para as adquirentes.
Abstract: This thesis aimed to discuss Mergers and Acquisitons in Brazilian´s bank industry based on the Structure-Conduct-Performance (SCP) paradigm and the Resource Based View, to focuse market power end efficiency. The main purpose was to integrate Economy and Strategy as Rumelt, Schendel and Teece (1991) suggested, and this study was developed evolving, in one side, a discussion about abnormal returns e its relationship with concentration, collusion and competition and, in the other side, considering resources and its influences to the industry, groups and firms outcomes. This work was motivated due to the brazilian´s bank system continuous consolidation and due to the observation of scholars trials to explain the nature of this phenomenom. Due the contraditory results presented in empirical researches, its possible to presume that there´s no consensus about the real reasons besides the M&A adoption, which suggested that a complementary view could be a better approach to this understanding. This lack of consensus can be related to Peltzmann (1997) arguments, where the author suggests a spourious relationship between market power and efficiency: efficiencies can contribute to power creation, consequently, it´s almost impossible evaluate the phenomenom without considering this. By this way it was determined the research problem, as follows: Brazilian´s banks are adopting horizontal mergers and acquisitions to obtain market power and/or efficiency? This exploratory study was developed among quantitative methods and embraced the 2005 to 2009 period. By using descriptives approaches, regression models and ANOVA it was done at the industry, strategic groups and firms levels and the main results gave evidences that: market structure is a competitive oligopoly; there is a trend to concentration increase; banks have competitive e collusive behaviors; there are signs, at industry level, that banks intend to obtain market power and efficiency; the prior rivalry occurs between groups; groups intend to obtain market power; acquirers increased market power by adopting M&A; not all acquirers gained efficiency among adoption of M&A and it´s not yet possible identify sinergies gains to the acquirers.
Palavras-chave: fusões e aquisições;  bancos brasileiros;  poder de mercado;  eficiência;  estratégia;  mergers and acquisitions;  Brazilian‟  s banks;  market power;  efficiency;  strategy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/780
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12130
Data de defesa: 16-Mar-2011
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/780/1/Conceicao.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.