Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11910
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMazzini, Alexpt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:21:37Z-
dc.date.accessioned2016-07-19T22:30:09Z-
dc.date.available2012-02-06pt_BR
dc.date.available2016-07-19T22:30:09Z-
dc.date.issued2011-08-11pt_BR
dc.identifier.citationMAZZINI, Alex. Novas formas de representação gráfica nos tablets. 2011. 157 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2011.por
dc.identifier.urihttp://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/285-
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11910-
dc.description.abstractThis dissertation examines, from the graphical representation perspective, some aspects of the passage of texts to the digital and interactive environment of the tablets. For this purpose, it is first commented, based on Vilém Flusser vision, some aspects of the digital coding involved in the process of producing digital texts. It is also situated historically the role of the codes in human visual communication, whether textual or non-textual. Then some technological aspects are discussed in terms of the digital codes and its consequences either for research or social dynamics. This reflection is made based on Lev Manovich, David Harvey and José da Silva Ribeiro. From there some aspects of the relationship of the digital text with the reader are considered, mainly according to Roger Chartier view. This is the scenario in which are situated the recording and analysis of how it is occurring nowadays the graphical representation in tablets. The analysis presented here consider Emil Ruder concepts present in Typographie: A Manual of Design (1967). On one hand, as recent academic works note - as Hilary Kenna s (2011) - the contemporary graphical representation is still strongly grounded on the principles of the Swiss designer. On the other hand, in this dissertation we consider of relevance to examine how Ruder concepts are employed for the interactive digital media. In this sense, it is also possible to verify, to some extent, how they are being changed and adapted for the new medium. The paper ends pointing to the importance that the digital codes are assuming in the electronic and interactive texts era, as well as their impacts on the social world and the new ways to practice graphic representation that probably will emergeeng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectdesignpor
dc.subjectrepresentação gráficapor
dc.subjectcultura digitalpor
dc.subjecte-bookpor
dc.subjecttabletpor
dc.subjectdesigneng
dc.subjectdigital cultureeng
dc.subjecte-bookeng
dc.subjecttableteng
dc.titleNovas formas de representação gráfica nos tabletspor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentArquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.programArquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DESENHO INDUSTRIALpor
dc.description.resumoEsta dissertação analisa, sob a perspectiva da representacão gráfica, alguns aspectos da passagem dos textos para o meio digital e interativo dos tablets. Para tanto busca, em primeiro lugar, comentar, a partir da visão de Vilém Flusser, aspectos da codificação digital envolvida no processo de digitalização dos textos e situar historicamente o papel dos código na comunicação visual humana, seja ela textual ou não textual. Em seguida discute fatores tecnológicos da digitalização e alguns de seus desdobramentos para a pesquisa e as dinâmicas sociais, com base em Lev Manovich, David Harvey e José da Silva Ribeiro. A partir daí, discutem-se aspectos da relação do texto digital com o leitor, principalmente de acordo com Roger Chartier. Este é o cenário no qual se situa o registro e a análise de como está se dando, hoje, a representação gráfica nos tablets. As análises aqui apresentadas retomam os conceitos de Emil Ruder, enunciados em Typographie: A Manual for Design (1967), verificando, por um lado, sua atualidade: trabalhos recentes como o de Hilary Kenna (2011) observam que a representação gráfica contemporânea ainda fundamenta-se nos princípios do designer suíço. Por outro lado, ao analisar o modo como os conceitos de Ruder são empregados para o meio digital interativo também é possível verificar, em alguma medida, como vão se modificando e se adaptando ao novo meio. A dissertação se conclui apontando para a importância que a codificação digital passa a representar na era dos textos eletrônicos e interativos, seu impacto no mundo social, e as novas práticas de representação gráfica que devem emergir daípor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8531806436526333por
dc.contributor.advisor1Lima, Ana Gabriela Godinhopt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2010070403291740por
dc.contributor.referee1Villac, Maria Isabelpt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2140594056419912por
dc.contributor.referee2Biggs, Michael Anthony Roystonpt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0144255593679291por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/2492/Alex%20Mazzini.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/285/1/Alex%20Mazzini.pdf
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo - Dissertação – FAU Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.