Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11886
Tipo do documento: Tese
Título: Teoria e prática do partido arquitetônico
Autor: Biselli, Mario
Primeiro orientador: Abascal, Eunice Helena Sguizzardi
Primeiro membro da banca: Perrone, Rafael Antonio Cunha
Segundo membro da banca: Guerra Neto, Abílio da Silva
Terceiro membro da banca: Elali, Gleice Virginia Medeiros de Azambuja
Resumo: Este estudo se insere na temática da teoria do projeto e aborda especificamente o partido arquitetônico. O modo como esta questão é abordada aqui está ligado fundamentalmente ao fato de que o autor é arquiteto atuante em desenvolvimento de projetos de arquitetura desde sua formação, em 1985. O trabalho tem seu desenvolvimento em torno de algumas indagações fundamentais a respeito de como se caracteriza o partido arquitetônico na contemporaneidade. O trabalho também se desenvolve a partir do reconhecimento das recentes transformações dos modos de projetar e da expansão da própria noção de partido arquitetônico, que na atualidade se apresenta notadamente diversa das propostas no âmbito da École des Beaux-Arts francesa durante o século XIX e suas consequentes derivações modernistas, na virada do século e durante o século XX. O estudo se fundamenta na observação de que a formulação de um partido não se submete a nenhum tipo de procedimento metodológico apriorista, sendo antes o aspecto excêntrico, não linear, aparentemente arbitrário e, contudo central dentro do processo projetual. A relação, portanto, entre partido e método é amplamente examinada através de estudos de caso provenientes da prática profissional.
Abstract: The thesis focuses in design theory and approaches specifically the parti, or design concept. The way this issue is approached here is profoundly connected to the fact that the author is an architect involved in architectural design since his graduation in 1985. The thesis develops around the characteristics of the parti nowadays. The development is also conducted by acknowledging transformation and expansion around the notion of architectural design and the determination of the parti, wich leads to recognize differences with propositions in the context of the french École des Beaux Arts during 19th century and following developments through the modern period in the turn of the century and 20th century. The thesis establishes its bases in the observation that the formulation of a parti is not conditioned by any methodological proceedings, revealing itself as a eccentric, nonlinear, however central to the design process. The relation between parti and method are therefore widely examined by case studies based on author's professional practice.
Palavras-chave: partido arquitetônico;  metodologias de projeto;  parti, design methods
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Arquitetura e Urbanismo
Programa: Arquitetura e Urbanismo
Citação: BISELLI, Mario. Teoria e prática do partido arquitetônico. 2014. 334 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2567
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11886
Data de defesa: 14-Abr-2014
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2567/1/Mario%20Biselli%201%20.pdf
http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2567/2/Mario%20Biselli%202.pdf
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo - Teses - FAU Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.