Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11868
Tipo do documento: Tese
Título: O arquiteto e o mercado imobiliário residencial na cidade de São Paulo no século XXI (2000-2011)
Autor: Moraes, Sandra Regina Casagrande de
Primeiro orientador: Perrone, Rafael Antonio Cunha
Primeiro membro da banca: Florio, Wilson
Segundo membro da banca: Fonseca, Antônio Cláudio Pinto da
Terceiro membro da banca: Vargas, Heliana Comin
Resumo: A produção dos arquitetos para o mercado imobiliário residencial vertical no século XXI na cidade de São Paulo é o alvo principal da presente pesquisa que ao longo do trabalho pretende discutir e demonstrar a transformação da arquitetura em simples objeto de consumo, em função da forte influência do marketing, com a consequente transformação do papel do arquiteto no processo de produção e definição do produto imobiliário, cujos fatores estão relacionados a questões menos criativas, e mais técnicas, tais como a racionalização das construções, a otimização dos espaços, o melhor aproveitamento dos potenciais construtivos e, em particular, a busca obsessiva pelo resultado financeiro, que, via de regra, não consulta todo o interesse do consumidor final. Na verdade, essa produção constitui grande parte da prática da arquitetura e da construção das cidades, que, afinal, é um importante campo de atuação do arquiteto, comumente pouco explorado no meio acadêmico. Também explora o fazer arquitetônico que, diante desse mercado transformou o projeto em simples produto, ao mesmo tempo em que transformou o lote onde está inserido o edifício em empreendimento imobiliário, que criou a ruptura entre a aparência externa (fachada) com o corpo ou a forma do edifício, e que introduziu o elemento estético-formal na formatação do produto imobiliário, de forma a reproduzir o estilo de vida como consumo diferenciado, ambiente social distinto. Desse modo, tudo se encaminha para a mera profissionalização do arquiteto em um mercado que busca uma arquitetura não só com soluções estéticas e funcionais, mas que envolva soluções, resultados e viabilização tanto tecnológica quanto financeira. A verticalização, por seu turno, também ganha destaque por ser um fenômeno marcante na cidade a partir do início do século XXI e, responsável por alterações drásticas no perfil da cidade.
Abstract: The product presented by architects for the vertical residential real estate market in the XXI century in the city of São Paulo is the main target of this research which envisages the discussion of the transformation of architecture into an object of consumption by means of the strong marketing influence and the conversion of the role of the architect in the production process and definition of the real estate product, whose factors are related to less creative and more technical matters such as the rationalization of buildings, space optimization, the best use of the potential and the search for constructive financial results. This production is a major part of the architecture practice and the construction of cities, which is an important field of scope of the architect s action, often underexplored in the academic milieu. It also explores the architectural designs that were based on this market and converted the project in the product, which on the other hand, converted the lot on which the building is inserted in a real estate development, hence creating the rift between the external appearance (façade) with the body or the shape of the building, and introduced the formal-aesthetic element in the shaping of the real estate product in order to reproduce the lifestyle as a differentiated consumption and distinct social environment. All is directed towards the professionalization of the architect in a market that seeks architectural processes not only with aesthetic and functional solutions, but also involves solutions, results and both technological and financial viability. The vertical integration also stands out as a remarkable phenomenon in the city from the beginning of the XXI century which is responsible for drastic changes in the profile of the city.
Palavras-chave: mercado imobiliário;  verticalização;  produto imobiliário;  agente imobiliário;  marketing imobiliário;  real estate Market;  verticalization;  real estate product;  real estate agente;  real estate marketing
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Arquitetura e Urbanismo
Programa: Arquitetura e Urbanismo
Citação: MORAES, Sandra Regina Casagrande de. O arquiteto e o mercado imobiliário residencial na cidade de São Paulo no século XXI (2000-2011). 2013. 416 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/478
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/11868
Data de defesa: 9-Dez-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/478/1/Sandra%20Regina%20Casagrande%20de%20Moraes.pdf
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo - Teses - FAU Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.